A parceria com a JBF Industries Ltd., Coca-Cola Brasil inicia construção, em Araraquara (SP), da 1ª fábrica de BioMEG do País, gerando 1650 empregos

· Com a nova unidade, Brasil se tornará o maior produtor e exportador de BioMEG do mundo
· BioMEG é o principal ingrediente das garrafas de PlantBottl

A Coca-Cola Brasil e a Investe São Paulo anunciam a construção da maior fábrica de produção de BioMEG do mundo, principal ingrediente das embalagens PlantBottle – primeira garrafa PET reciclável feita parcialmente de origem vegetal. Em parceria com a JBF Industries Ltd., a iniciativa reforça a liderança da empresano lançamento de garrafas sustentáveis inovadoras, aproximando-a ainda mais da meta de adotar a tecnologia PlantBottle em todas as garrafas plásticas de seu portfolio no País até 2015.
Durante o anúncio, nesta quinta-feira, 27 de setembro, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, aconteceu a assinatura do protocolo de intenções entre o CEO do Grupo JBF, Cheereg Arya e o presidente da Investe SP, Luciano Almeida, para a construção da nova fábrica no município de Araraquara. A cerimônia contou com a presença do governador do Estado, Geraldo Alckmin; do presidente da Coca-Cola Brasil, Xiemar Zarazúa; do vice-presidente mundial de Compras da Coca-Cola, Ronald J. Lewis; além de autoridades locais.
O investimento da JBF será de cerca de R$ 1 bilhão para a construção da nova planta. Hoje é um dia histórico para Araraquara, para o Estado de São Paulo, para o Brasil e um exemplo para o mundo, devido à importância econômica, social e ambiental desse investimento, disse Alckmin.
Segundo Ronald J. Lewis, os benefícios da inovação sustentável só são totalmente percebidos quando ela é comercializada e chega às mãos dos consumidores. Em 2009, lançamos nossa embalagem PlantBottle e, hoje, a Coca-Cola vende mais de 10 bilhões destas garrafas em todo o mundo, dependendo menos de petróleo e reduzindo as emissões de carbono. Estamos satisfeitos porque a nossa parceria com a JBF Industries Ltd. irá nos ajudar a expandir nossa produção global.
Com a nova unidade, o Brasil se tornará o maior produtor e exportador de BioMEG do mundo, com capacidade de produção estimada em 500 mil toneladas/ano, gerando 1.650 empregos diretos e indiretos. Além da geração de emprego na região central do Estado, esse investimento vai agregar valor à cadeia do etanol de cana de açúcar, pois São Paulo responde hoje por 60% da produção brasileira, explica Luciano Almeida.
A JBF Industries Ltd. será responsável pela operação da fábrica. A cana-de-açúcar produzida na região e os dejetos de seu processamento serão utilizados como matéria-prima na produção da resina das embalagens.
Essa é mais uma importante iniciativa de sustentabilidade que a Coca-Cola Brasil abraça, confirmando nossa posição de vanguarda na inovação de embalagens. A nova fábrica deixará de emitir cerca de 550.000 toneladas de dióxido de carbono, afirma Ronald Lewis.
 
As obras terão início ainda em 2012 e a operação está prevista para começar 24 meses após.
Este investimento não só é significativo como é, também, sustentável. Estamos muito orgulhosos pela Coca-Cola ter criado as condições de trazer esta inovadora tecnologia para o Brasil. Nosso compromisso com o País passa pela contribuição para o crescimento econômico e o cuidado com o meio ambiente. Em breve, todas as embalagens PET da Coca-Cola Brasil usarão esta tecnologia, o que significará economia anual de 85 mil barris de petróleo e uma redução de emissão de carbono da ordem de 10 mil toneladas por ano, além de transformar o Brasil em importante pólo exportador de resina de origem vegetal, comenta Xiemar Zarazúa.
A Investe SP atende a Coca-Cola e a JBF, desde maio de 2012, fornecendo informações setoriais, contatos com órgãos públicos e privados, além de assessoria ambiental, tributária e de infraestrutura.
 
PlantBottle – Com o desenvolvimento da tecnologia liderado pela The Coca-Cola Company, a PlantBottle é fabricada por um processo inovador de transformação da cana-de-açúcar em um insumo do processo de fabricação do polímero PET. Seu plástico é produzido a partir da reação química de dois componentes: MEG (monoetileno glicol), responsável por 30% de seu peso; e PTA (ácido politereftálico), responsável pelos 70% restantes.
Disponível em mais de 24 países, o uso da embalagem eliminou, desde seu lançamento em 2009, o equivalente a quase 100 mil toneladas de emissões de dióxido carbono, o equivalente a 200 mil barris de petróleo.
Sistema Coca-Cola Brasil
O Sistema Coca-Cola Brasil atua em sete segmentos do setor de bebidas não alcoólicas – águas, chás, refrigerantes, sucos, energéticos, isotônicos e lácteos, com uma linha de mais de 150 produtos, entre sabores regulares e versões de baixa caloria. Formado pela Coca-Cola Brasil e 15 grupos fabricantes brasileiros, emprega diretamente 60 mil funcionários, gerando cerca de 600 mil empregos indiretos.
 
Os investimentos do Sistema Coca-Cola Brasil para 2012 são de R$ 2,8 bilhões. No período 2012 a 2016, o total investido será de R$ 14,1 bilhões, 50% maior do que o montante investido entre 2007 e 2011.
A sustentabilidade é um compromisso da Coca-Cola Brasil e se reflete na forma como a empresa e seus fabricantes lidam com as pessoas e com o meio ambiente. O índice de uso de água da Coca-Cola Brasil, por exemplo, é um dos melhores do mundo: 1,91 litros de água para cada litro de bebida produzido – menos da metade do volume utilizado 13 anos atrás.
Na reciclagem, a Coca-Cola Brasil desenvolveu, através do Instituto Coca-Cola Brasil, um programa chamado Reciclou, Ganhou que, desde 1996, colabora para que o País seja um dos mais avançados na reciclagem de materiais. Hoje, 98% das latas de alumínio e 56% das garrafas PET são recicladas. Para saber mais, visite os sites: www.institutococacolabrasil.com.br e www.cocacolabrasil.com.br.
 
Sustentabilidade Empresarial, em números
Quem está acima, Quem esta abaixo, Quem se importa?
 
Petrobras integra Índice Dow Jones de Sustentabilidade pelo sétimo ano seguido
A estatal brasileira recebeu, pela sexta vez, a nota máxima no critério "transparência"
 
Itaúsa e o Itaú Unibanco compõem novamente o Dow Jones Sustainability World Index 2012/2013 (DJSI)
A nova carteira é composta por 340 empresas de 30 países das Américas, Europa, Ásia, África e Oceania, das quais apenas 9 empresas brasileiras, incluindo a Redecard S.A. e a Duratex S.A.
 
Water Discus Hotels
Deep Ocean Technology anuncia planos para construir cadeia mundial de "Water Discus Hotels"
 
Aprovada redução de carga tributária para produtos feitos com material reciclado
Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou proposta de emenda à Constituição (PEC) que elimina impostos de produtos feitos com material reciclado ou reaproveitado
 
Bayer expõe programa para construções sustentáveis durante Greenbuilding Brasil
A Bayer lidera uma “cadeia verde”, composta por representantes de todas as etapas do processo de construção
 
Empresas brasileiras reduzem nível de emissão de gases
Divulgado no relatório do Programa Brasileiro do Protocolo PGH, divulgado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVces).
 
Aditivo ao Protocolo Verde dará mais efetividade aos princípios de sustentabilidade
Protocolo Verde aos termos dos Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI, sigla em inglês), será criada uma comissão especial para propor ações e acompanhar sua consecução.
 
BRIQUETE É USADO COMO FONTE DE ENERGIA SUSTENTÁVEL
O material é feito a partir de biomassas como a casca de arroz, bagaço e sementes de uva, bagaço de cana, serragem de pinus e de eucalipto, casca de babaçu e de café, resíduos de couro e de casca de amendoim.
       
O principal ingrediente das embalagens PlantBottle – primeira garrafa PET reciclável feita parcialmente de origem vegetal.
 
Por:
Fonte: Bolsavalores
Data:
 
Coca-cola e a Investe São Paulo anunciam a construção da maior fábrica mundial de produção de biomeg